O bem viver e a resiliência dos povos indígenas no cuidado com a Amazônia

O grupo de pesquisa Ambiente, Diversidade e Saúde, coordenado por Paulo Basta e Sandra Hacon promoverá duas atividades para divulgar a cultura, os direitos e a saúde dos povos indígenas do Brasil.

A primeira delas, marcada para 9h do dia 27 de novembro, na Tenda da Ciência, exibirá o documentário “Mboraihu: O espírito que nos une”. Mais tarde, às 14h, o debate continuará no Ceensp “O bem viver e a resiliência dos povos indígenas no cuidado com a Amazônia”, no auditório térreo da ENSP. As atividades são abertas aos interessados.

A exibição do documentário, na Tenda da Ciência Virgínia Schall, receberá Ismael Morel, da Associação Jovens Indígenas Guarani-Kaiowá em Ação, Islândia Carvalho, da Fiocruz Pernambuco, Ida Kolte, da St George’s University of London, e Davilson Brasileiro, da Base Um Produções. No encontro, também haverá uma roda de conversa e apresentação cultural do grupo Arandu, do Povo Guarani-Kaiowá.

Às 14h, o Ceensp contará com participação da Iolanda Peraira da Silva, do Povo Macuxi; Michel Oliveira Baré Tikuna, do Povo Baré e Tikuna; Jairo Saw Munduruku, do Povo Munduruku; do procurador da república Marco Antônio Delfino de Almeida e do coordenador do Programa Rio Negro do Instituto Socioambiental, Marcos Wesley de Oliveira.

Posts Relacionados