Enfrentamento da judicialização na saúde é tema de palestra da Semana Uma Só Saúde

 

Tema foi discutido entre especialistas e congressistas durante a tarde da quarta-feira (24)

 

Por Fernanda La Cruz

Na tarde de quarta-feira (24), uma das palestras da Semana Uma Só Saúde lotou o auditório. Com o tema do enfrentamento da judicialização na saúde, cerca de 100 pessoas compareceram à mesa Desafios para o enfrentamento da Judicialização da Saúde.

Segundo Fernando Ritter, Secretário de Saúde de Canoas/RS, a competência das instituições e a integralidade da saúde são aspectos que precisam ser reafirmados no âmbito jurídico, com apoio da saúde e, principalmente, da sociedade civil. “Digo aos profissionais, aos gestores e aos demais envolvidos na saúde, que atentem para a judicialização e reafirmem a ideia de que o Sistema Único de Saúde é igualitário, que prevê o acesso de todos e não somente daqueles que podem contar com recursos na saúde e na Justiça, quando necessário, pois a saúde é um direito coletivo, não individual”, disse.

Na sequência, o Diretor de Assistência Farmacêutica da Secretaria de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul, Roberto Schneiders, abordou o tema do desabastecimento e da oferta de medicação que, segundo ele, representam um dos principais entraves do SUS. Durante a tarde, Schneiders defendeu a inovação na produção das drogas, mas alertou para a produção desenfreada de medicamentos. O uso da tecnologia na saúde, nesse sentido, é uma importante ferramenta de mensuração e acompanhamento dos resultados, bem como de desburocratização dos processos na saúde.

Related Posts
Leave a Reply

− 1 = 1